Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




só eu é que ouço isto

por Cheryl, em 21.09.12

Chego eu a casa dos meus avós hoje de manhã, vinda de casa do meu pai, e cumprimento toda a gente que estava no primeiro piso (ou seja, mãe e avó). Vou lá a cima dar um beijinho ao meu avô e ele diz-me o seguinte: "Quero dar-te um recado, mas não vamos discutir. Não percebo o teu ódio por mim, nem a tua arrogância, por isso desisto. Esquece-me." E eu saí do quarto sem falar, embora me tivessem ocorrido vários cenários de respostas calmas, rancorosas e afins. Não chorei, porque tinha mais vontade de rir. Mas também não ri.

Agora vim a saber de uma conversa entre a minha avó e a minha mãe. A minha avó, pessoa a quem eu digo a toda a gente que amo, dizia a minha mãe não entender como é que as pessoas fora da casa gostavam tanto de mim; como é que ligavam para a minha mãe a elogiar o meu carinho por elas, sendo eu uma arrogante do pior. A minha avó disse que não percebia como era possível gostar de mim. E isto sim, doeu. Muito. Por ser ela. Mas eu gostava de lhe poder explicar que eu trato toda a gente super bem, até ao dia em que me tratam mal. Não sou hipócrita para andar a fornecer sorrisinhos a quem não me trata bem, não é? Eu não odeio o meu avô. Não odeio ninguém neste mundo, aliás. Nem quem já me magoou mais. Apenas não gosto das atitudes dele, nem da maneira como ele trata as pessoas que o rodeiam. Posso por vezes ser rude e faltar ao respeito, que sei que é errado, mas se o faço é porque primeiro me faltaram a mim. E acreditem que já engoli muitos sapos antes de começar a responder-lhe, mas chega a um ponto que é impossível alguém aguentar mais. Os meus ultimos 4 anos foram vividos em casa dos meus avós e a eles lhe devo um obrigada. Também não sou ingrata, bem sei que se não fossem eles a espera hora vivia na rua ou numa instituiçao de acolhimento e, por isso, sei que lhes vou dever algo para sempre. E tento dar o meu melhor todos os dias. Mas com o meu avô é impossível! Ele trata-me abaixo de cão, insulta-me, olha-me de lado... Claro que passar quatro anos a ouvir as coisas que eu ouvi custa. E cansei-me. E um dia decidi dizer-lhe que ele só era assim porque toda a vida ninguém lhe tinha dito NÃO até eu dizer. E a partir daí a casa nunca mais foi a mesma. De tal modo que depois de eu me deitar, com o silêncio da noite ouço tudo o que ele diz de mim e, acreditem, ninguém gostaria de ouvir aquilo. Parece conversa de senil, que acredito que ele esteja, mas que magoa como espinhos.

Eu juro que adorava mudar isto, mas não vale a pena. Ela nunca vai olhar para mim com orgulho, ele nunca vai ver o meu esforço em nada. Nunca. Por isso ele tem razão, o melhor é esquece-lo. Eu sei que tenho gente que gosta de mim, eu sei que tenho. Podem não sei quase nenhuns, mas há quem goste verdadeiramente de mim e do meu feitio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:41


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Daniela a 21.09.2012 às 15:09

Eu gosto de ti (:
Imagem de perfil

De Cheryl a 21.09.2012 às 15:54

Oh, obrigada querida! E eu de ti! Eu adoro todas as minhas leitoras! São o meu abrigo!
Sem imagem de perfil

De Daniela a 21.09.2012 às 16:26

O blog e as nossas seguidoras fazem maravilhas ! (:
Estas são aquelas alturas em que damos um abraço à pessoa , como eu não te pude dar um , achei que dizer que gostava de ti te iria alegrar nem que fosse um bocadinho .. Espero que tenha surtido efeito
Imagem de perfil

De Cheryl a 21.09.2012 às 20:29


Surtiu sim, obrigada! São as pequenas coisas que nos fazem sorrir :)
Sem imagem de perfil

De Daniela a 22.09.2012 às 02:13

Fico feliz por isso (:
Imagem de perfil

De VeraPinto a 21.09.2012 às 15:14

Não consegui ler isto sem me emocionar. A tua dor está tão patente nas palavras que até incomoda. De facto, eu compreendo um pouco o que sentes. Eu também sofro um bocadinho disso, mas desta vez com o meu pai, e sendo pai magoa tanto tanto, aliás, como deves tu perceber. Conviver com alguém que não nos respeita, que nos humilha, que não nos dá o nosso devido valor,dói como espinhos, tal como tu dizes muito bem. Eu também engoli muito, até não conseguir mais, até chegar ao limite do amor-próprio. Agora respondo, chamo-o à razão, respondo que não. Enfrento-o com as verdades, e é isso que o desespera. 


mas acredito que isto vai ser passageiro, e por muito que não seja, eu tenho pessoas que gostam de mim, poucas, mas as suficientes. 


E acredito que contigo aconteça a mesma coisa. Força querida ! Muita força!


beijinhos :)
Imagem de perfil

De VeraPinto a 21.09.2012 às 15:15

E já agora, eu gosto de ti :)
Imagem de perfil

De Cheryl a 21.09.2012 às 15:54

Obrigada :) E eu de ti!!
Imagem de perfil

De Cheryl a 21.09.2012 às 15:53

Agora com o teu comentário chorei eu, não estava mesmo nada a espera! Possa!
Claro que também te compreendo e imagino a tua dor! Gostava muito que o meu avô e o teu pai nos pudessem dar valor e orgulharem-se das mais pequenas coisas que vamos conquistando!
Eu já estou a entrar na fase do desistir de responder, porque ele depois enerva-se, berra comigo e a minha avó depois fica aborrecida. E também porque dispenso voltar a ouvi-lo dizer que "ainda vou morrer às tuas custas".
Sim, pode não ser passageiro, mas nós vamos ter sempre alguém! E pelo o que leio tu tens um namorado fantástico!
Força para ti também e qualquer coisa, estou aqui! :)
beijinho!
Imagem de perfil

De • Smartie a 21.09.2012 às 16:01

Também se passa o mesmo comigo, apesar da situação nunca ter chegado àquilo que descreveste, mas eu sei que as pessoas não gostam do meu feitio porque me fazem questão de o estar a relembrar constantemente. E claro está, também dizem que não percebem porque eu sou tão simpática para algumas pessoas e para outras não. Toda a gente tem a minha simpatia, desde que me trate bem e com respeito. Se isso não acontecer, então podem esquecer mesmo. Mas pronto, tal como disse, a situação nunca chegou perto daquilo que disseste...mas custa mesmo muito estar sempre a ouvir a mesma coisa, quando as pessoas que o apontam estão bem longe de serem perfeitas. Mas tal como tu, eu sei que apesar disso tenho gente que gosta de mim, mesmo com o meu feitio à mistura :) E eu gosto de ti, lembra-te sempre disso! ♥
Imagem de perfil

De Cheryl a 21.09.2012 às 20:31

Porque é que as pessoas têm que estar constantemente a magoar as outras? Ainda agora me voltou a chamar besta porque perguntei à minha avó se os panados eram pro almoço... tipo, isto não faz sentido nenhum...
E sim, ele está MUITO longe de ser perfeito!
E eu gosto de ti! Espero mesmo que nos possamos encontrar um dia! :')
Imagem de perfil

De • Smartie a 21.09.2012 às 20:35

Também não sei, não percebo o que ganham com isso :\
Muito obrigada, querida :3 Eu também espero o mesmo! :') <3
Imagem de perfil

De blackened a 21.09.2012 às 20:50

Bem, certamente a experiência de cada um leva-nos a olhar para as coisas de uma perspectiva diferente. Mas no que diz respeito ao nosso país, temos de concordar que não estamos a ir a lado nenhum. Gostava mesmo que isto tudo mudasse.
Imagem de perfil

De Sofia Sequeira a 21.09.2012 às 21:40

Obrigada... Ele só vai voltar depois no dia 24 de Dezembro: que sofrimento!
Em relação ao teu post, não sei que te diga :x Felizmente, dou-me bem com as minhas avós, se bem que esta relação que tenho com as duas, muitas vezes, se baseia em sorrisinhos, sim. São duas pessoas bastante conservadoras, que não respeitam os meus gostos e as minhas opiniões e eu passo-me da cabeça com isso.
Imagem de perfil

De Cheryl a 21.09.2012 às 22:09

Só? Meu deus, vais ter de ser MEGA FORTE! :(

Sim, eu conheço esse tipo de relação. É a mais normal, mas também não vives com elas pois não? Quando se vive, as coisas sao diferentes não é so sorrisinhos e por isso é que acontecem coisas menos boas... :\

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D